INOVAÇÃO NA ADVOCACIA: AUTOMAÇÃO X INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Já apresentamos um artigo referente às duas áreas, mas se tratando de Automação X Inteligência Artificial, qual a diferença entre elas? Como elas se complementam? E como podem colaborar com nosso dia a dia e para a rotina no trabalho?

Relembrando o que é Automação e Inteligência Artificial

Para compreendermos melhor como essas duas áreas estão interligadas, podemos relembrar rapidamente o que é a automação e a inteligência artificial.

A automação é o processo automatizado de máquinas que trabalham com o mínimo de intervenção humana. Ela surgiu com a terceira revolução industrial, juntamente com a informática. Por meio de sensores e controles as produções começaram a ser gerenciadas apenas por comandos.

A automação trouxe crescimento para o mercado, o que antes dependia apenas do homem e ficava sujeito a erros passou a ser produzido em quantidades maiores, com tempo reduzido e qualidade muito superior.

Você pode ler mais sobre a automação neste artigo “Inovação na advocacia: a Automação”.

Com o avanço da tecnologia, tivemos a chegada da Inteligência Artificial, conhecida como IA, trazendo para o mercado máquinas e softwares desenvolvidos com a semelhança da inteligência humana. Isso mesmo, máquinas e softwares que raciocinam, percebem e são capazes de resolverem problemas. Tudo isso com base em áreas diversas da ciência da computação.

Você pode ler mais sobre a Inteligência artificial neste artigo “Inovação na Advocacia: Desmistificando a Inteligência Artificial”.

Automação X Inteligência Artificial – Qual a diferença entre essas duas áreas?

A diferença é clara. A automação apenas responde a comandos, enquanto a inteligência artificial vai além, fazendo máquinas agirem de maneira perceptível as ações e as informações recebidas.

Com a automação apresentamos qualidade no processo, reduzindo erros, melhoramos o tempo de entrega. O serviço ficou mais prático. O que antes dependia de atenção redobrada e tempo de sobra para ser executado, agora com comandos simples o processo é finalizado com qualidade e em tempo menor.

Já com a Inteligência Artificial os benefícios são maiores ainda. Essa ciência está espalhada por diversas ferramentas tecnológicas que utilizamos, oferecendo facilidade para nosso dia a dia. Cruzam informações, fazem monitoramento, chegam a conclusões, apresentam resultados e mostram a melhor maneira de executarmos uma tarefa.

Podemos exemplificar a automação quando procuramos como chegar em um local em um GPS comum e ele nos mostra uma rota. Quando inserimos a Inteligência Artificial no processo, ela nos apresenta o melhor caminho, sem congestionamento, garantindo que em um menor tempo chegaremos ao nosso destino. Como isso acontece? As informações de diversos dispositivos de celular que estão conectados à Internet e em diversas ruas são cruzadas apresentando onde existe congestionamento e assim nos direcionando para uma rota livre de trânsito, ou com menos trânsito, para chegarmos mais rápido ao destino escolhido. Podemos relembrar o aplicativo Waze, que realiza esse trabalho ou a ferramenta Maps do Google.

Apesar do avanço que a automação trouxe para o mercado quando foi criada e colocada em prática, a Inteligência Artificial aparece trazendo novidades ainda mais revolucionárias.

Podemos aqui falar de muitas diferenças, mas o ponto principal é como elas se complementam. Sim, se de modo individual elas já trazem benefícios, em conjunto as vantagens são ainda maiores.

Conheça o ELI ICMS

A Inteligência Artificial aplicada a Automação

Imaginemos máquinas ou softwares automatizados capazes de tomar decisões. Isso mesmo, a automação somada a Inteligência Artificial ou a Inteligência Artificial aplicada a automação.

Vamos aos exemplos. Suponhamos uma porta automática que apenas abre e fecha. Melhoraremos a segurança se incluirmos um reconhecimento de digitais e pedirmos para a porta abrir apenas para quem está cadastrado e autorizado a acessar aquele local. Isso é Inteligência Artificial aplicada a automação. Nesse caso a IA reconhece a digital, analisa se o indivíduo pode ou não ter acesso ao local e a automação realiza o processo de abrir a porta.

Agora imaginemos um software de gerenciamento de projetos em que os funcionários lancem as horas gastas em uma determinada atividade. A automação pode somar essas horas e entregar um relatório no fim do mês para você, mas com a Inteligência Artificial isso pode ir além. O software com a IA pode avaliar o tempo e a mão de obra utilizada e em uma próxima atividade já apresentar em quanto tempo aquele serviço pode ser entregue, a quantidade de mão de obra, quem serão os melhores profissionais para executar a atividade e até o valor que você pode cobrar, já mostrando os lucros que você terá.

A junção de ambas as áreas traz resultados incríveis para o mercado. Quem acredita no avanço da tecnologia segue oferecendo um diferencial para o cliente.

O avanço profissional

As benfeitorias das ferramentas trouxeram o receio quanto a substituição de mão de obra por máquinas e softwares, mas engana-se quem pensa nesse avanço como ameaça. Ambas as áreas apareceram como complemento das atividades do homem. A questão é que agora é necessário se atualizar para fazer com que esses recursos sejam usados para crescimento pessoal e profissional.

A verdade é que a sociedade evolui conforme a tecnologia avança e é necessário uma adaptação frequente para não perder mercado. Os clientes vão onde a qualidade é garantida e, sem dúvidas, quem acompanha a evolução das ferramentas pode oferecer o melhor para o mercado.

A Automação e a Inteligência Artificial na advocacia

Como já sabemos o avanço das tecnologias estão em todas as áreas, inclusive na advocacia. Grande parte dos escritórios de advocacia possuem sistemas de automação instalados que colaboram para inúmeras atividades no dia a dia.

São softwares que ajudam a manter a agenda organizada, colaboram com o acompanhamento de processos, entre outras funções com o objetivo de manter uma rotina mais otimizada. Mas quanto a Inteligência Artificial?

Pode acreditar que já estão no mercado softwares inteligentes que podem ser chamados de robôs, que monitoram processos, chegam a conclusões e criam documentos. O fato é que o setor jurídico está em constante transformação digital. Aqueles que avançam para as novas tecnologias e se permitem mudar encontram facilidade para entregar um trabalho de excelência para seus clientes.

O que ainda é muito manual em seu escritório jurídico? Será que já existem softwares com inteligência artificial aplicados a automação que pode te ajudar? Tenha certeza que a evolução da advocacia já chegou, você só precisa conhecer os benefícios que ela trará para o seu negócio.

No próximos artigo, veremos exemplos de aplicações de sistemas de automação de escritórios e as diferenças entre os programas convencionais.